Cristãos podem jogar na loteria? Pastor Silas Malafaia responde



    


pastor Silas Malafaia escreveu um artigo em seu site, o Verdade Gospel, ensinando que jogos de azar como bingos, jogo do bicho e até a loteria não são práticas indicadas para servos de Deus.
A coluna foi escrita respondendo uma dúvida de um leitor que questionou: “Pr. Silas, jogar na loteria ou em bingos e cassinos é pecado, mesmo que seja só para diversão?”.
A resposta do líder religioso adverte sobre os jogos legalizados e os não legalizados, dizendo que mesmo tendo moderação a pessoa estará desperdiçando seu dinheiro já que a probabilidade de ganhar é muito baixa. “Jogo de azar não é para quem segue Jesus. Quem joga quer algo fora da normalidade do trabalho e do verdadeiro cristianismo”, diz Malafaia.
Usando a Bíblia para defender que o cristão não pode se deslumbrar pelo enriquecimento fácil, Malafaia cita os versículos de Provérbios 13:11 e Hebreus 13:5 que alertam sobre o trabalho e contra a avareza.
“Apesar das dificuldades financeiras enfrentadas no dia-a-dia, não podemos colocar nossa esperança no dinheiro. Deus é soberano e proverá as necessidades da Igreja por caminhos honestos”, encerra.
Leia: Globo quer Silas Malafaia no "Encontro com Fátima Bernardes"

Longe de ser uma brincadeira inocente, os jogos de azar — legalizados ou não — estão cada vez mais presentes no cotidiano das pessoas. Assim jogar em bingos, sejam eles beneficentes ou não, na loteria, no bicho tem se tornado uma prática comum nos últimos anos, a ponto de tornar-se um vício que domina aqueles que estão fascinados pela ideia de apostar pouco e ganhar muito.
Mas, é importante lembrar que isso é inviável, pois, segundo os matemáticos, a probabilidade é mínima de alguém acertar os números da loto.
Jogo de azar não é para quem segue Jesus. Quem joga quer algo fora da normalidade do trabalho e do verdadeiro cristianismo.

Se você concorda com o Pastor Silas Malafaia, Clique no Botão +1
Mesmo jogando com moderação e somente de vez em quando, é um desperdício de dinheiro. Além de tudo isso, as chances de ganhar são mínimas. Na Megassena, por exemplo, o jogador precisa marcar seis números em 60. Segundo cálculos estatísticos, ele teria de jogar 36.045.979.200 vezes para ganhar a bolada.
Um dos principais agentes que conduzem ao vício do jogo é a crise financeira. Com o alto índice de desemprego no país e a dificuldade de viver com os baixos salários, pessoas apelam para os jogos na esperança de ganhar um dinheirinho extra. Muitos se iludem com as estratégias de marketing usadas principalmente pelos cassinos para atrair o jogador: “Arrisque todo dinheiro que puder!”.
As Sagradas Escrituras, porém, encorajam-nos a ficarmos longe das tentativas de enriquecimento fácil. Observe o alerta em Provérbios 13.11: A fazenda que procede da vaidade diminuirá, mas quem a ajunta pelo trabalho terá aumento. O texto de Hebreus 13.5 complementa: Sejam vossos costumes sem avareza, contentando-vos com o que tendes; porque ele disse: Não te deixarei, nem te desampararei.
Apesar das dificuldades financeiras enfrentadas no dia-a-dia, não podemos colocar nossa esperança no dinheiro. Deus é soberano e proverá as necessidades da Igreja por caminhos honestos.
É no Senhor que devemos depositar nossa confiança!
SUGESTÕES DE LEITURA:
Provérbios 16.33; 23.5; Eclesiastes 5.10; 1 Timóteo 6.10

E você, Qual a sua opinião sobre jogos de azar?  Comente.

Receba nossas notícias em seu e-mail



15 comentários :

Postar um comentário

SEU COMENTÁRIO É MUITO IMPORTANTE!
COMENTE COM RESPONSÁBILIDADE!