Mostrando postagens com marcador thalles Roberto. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador thalles Roberto. Mostrar todas as postagens

André Valadão e Thalles vestem camisa estranha que vira polêmica na internet


Com certeza essa foi de péssimo gosto. O que se pensar de cristãos vestindo uma camisa escrita "P.Q.P!"? Bom, é isso mesmo que você está pensando (ou não).

A sigla PQP, para os garotos propagandas e o autor desta pérola é "Programa de Qualificação Profissional". Eu quero ver se existe algum ser puritano deste lindo planeta que vai pensar logo nisto quando ver alguém vestido com esta camisa. O mais interessante é ver o dedo do André Valadão, parece o médio, não é?

É, acho que esses cantores gó$peis querem envergonhar os evangélicos mesmo... Depois dizem que nossos blogs são terceirizados pelo diabo. Anham, senta lá Cláudia.

E você, o que pensa disto? Comente

Fonte: Agulhadas Gospel

Almoçando com o Thalles - A nova promoção do "Thalleco"


Depois do passeio de helicóptero e do bafão da limousine, você de Fortaleza tem a oportunidade de almoçar com o Thalles. Dois dias de 
depressão #pressão.

“Thalleco” Conheça a linha de bonecos lançada por Thalles Roberto



Através de seu Twitter o cantor Thalles Roberto anuncia o lançamento dos bonecos “Thalleco”, feitos de pano os bonecos são negros e vem com o cabelo black power, mesmo estilo usado pelo músico.
O ganhador do prêmio de “Melhor Cantor” pelo Troféu Promessas está se preparando para conquistar ainda mais o público infantil, já que em 2013 ele estará lançando um disco para este público.
O trabalho é inédito no segmento gospel que até o momento só tem mulheres atuando como Aline Barros, Ana Paula Valadão e Cristina Mel. Além de ganhar um representante do sexo masculino, as crianças também estão recebendo estes bonecos pra lá de estilosos.
A venda do Thalleco está disponível na loja virtual do cantor onde também é possível encontrar camisetas e outros objetos com temas cristãos.

Thalles Roberto fala sobre polêmica do show em Guarulhos



A assessoria do cantor Thalles Roberto divulgou uma nota explicando o que de fato aconteceu no vídeo que mostra organizadores de um evento em Guarulhos explicando ao público o porquê o cantor mineiro não compareceu ao evento.

Quem explica o caso é o empresário de Thalles, Doninha, que cuida da agenda do cantor. Doninha deixa claro que o cantor não foi até a cidade de Guarulhos se apresentar porque o valor combinado não foi pago.

“Nosso foco não está no recurso e ganhar dinheiro com o evento, mas sim, que cubra pelo menos as despesas com toda equipe que temos. Somos várias famílias que trabalham integralmente. Inclusive, o ministério Thalles Roberto não cobra cachê de eventos realizados em IGREJAS, e sim, em eventos que tenham fins comerciais”, diz.

Como o evento marcado para acontecer em julho de 2012 tinha cobrança de bilheteria, a produção entendeu que seria um evento lucrativo aos organizadores e que, portanto, era necessário cobrar o cachê de R$30 mil para que Thalles Roberto pudesse participar.

“A questão é que parte do valor do contrato firmado, enviado para despesas como passagens, hospedagem, alimentação, impostos diversos e transporte não foi suficiente para cobrir estas despesas básicas, havendo um descumprimento do contrato firmado”, diz Doninha.

No vídeo um dos organizadores do evento aparece pedindo desculpas para as pessoas que estavam no evento dizendo que Thalles não compareceu por ter recebido apenas R$10 mil.

“É importante que as pessoas entendam que a organização deste evento tinha interesses financeiros, pois o valor arrecadado geraria lucro para os organizadores. Por uma ação desastrosa dos contratantes, inexperientes na divulgação, falta de patrocínio, não contaram com apoio de igrejas ou lideres de igrejas da região, ocasionou um público de cerca de 400 pessoas. Isso quer dizer que o público não seria suficiente para bancar as despesas da organização”, disse o empresário através da assessora de Thalles.

Assista o vídeo:


Thalles Roberto não vai em show por falta de cachê e causa polêmica



De acordo com informações do blog “Profetirando” o cantor Thalles Roberto causou polêmica ao não comparecer em um show em Guarulhos por falta de pagamento no restante do cachê.


Thalles teria recebido 10 mil reais e faltava receber outros 20 mil, que teria sido especificado em contrato.
Em um vídeo gravado no local um dos organizadores tenta explicar o que aconteceu e afirma que o cantor havia confirmado presença e que o restante do pagamento seria acertado no local. Além disso, o organizador afirma que o site do cantor confirmava sua presença em Guarulhos.
Para muitos que estiveram no local Thalles errou ao informar que compareceria ao local e por ter afirmado a organização que iria para acerto. Outros criticaram a organização por não atingir o número necessário de pessoas e assim não conseguir o valor.
Para muitos fãs, apesar de boa música, Thalles não tem tido comportamento cristão ao se apresentar como um “pop-star” secular ao desonrar aqueles que contribuíram com o evento.
Um dos participantes afirma que os 10 mil reais não foram devolvidos e por isso os ingressos não foram ressarcidos.

Assista ao vídeo:

Fonte: Profetirando

Thalles Roberto concede entrevista ao site G1 da Globo



O mineiro Thalles conta 600 mil discos vendidos em três anos de carreira na música gospel. Filho de pastores evangélicos, passou por mais de uma década de trabalho nos bastidores da música secular – compôs “Lindos olhos” para Seu Jorge, foi vocalista de apoio do Jammil e Uma Noites e Jota Quest. Foi em turnê com a banda conterrânea que ele teve uma epifania.
“Eu estava em um hotel em Curitiba com um amigo no quarto, a gente estava usando drogas. Ele começou a me agredir com algumas palavras, dizendo que meu objetivo era destruir a vida das pessoas. Ele me ofendeu muito. Naquele momento eu comecei a refletir sobre tudo o que eu estava fazendo”, diz Thalles em entrevista ao G1.
Hoje casado e pai de dois filhos, de três e cinco anos, o cantor e pastor evangélico é o maior sucesso de público gospel brasileiro. Foi o maior vencedor do Troféu Promessas de 2012 e cantou no festival homônimo, transmitido pela TV Globo no sábado (15).

G1 - O que te fez mudar de ideia?
G1 - No Troféu Promessas, você agradeceu à Ana Paula Valadão [cantora do Diante do Trono], disse que ela era um exemplo. Por quê?
Thalles - 
Quando comecei a acompanhar a música gospel, ainda estava no Jota Quest. Ouvia a Ana Paula cantando e me sentia intrigado. Como uma pessoa no começo de sua juventude abria mão disso para viver Deus? Não era o que eu vivia, e isso me deixava confuso. Hoje consigo entender uma pessoa jovem dar sua vida para Deus. O jovem quer curtir, quer balada, quer festa, quer aproveitar sua juventude. Ela gastou a juventude dela falando de Deus. Isso é um exemplo para todos nós.
Thalles - Foi a minha conversão mesmo. A minha aceitação de Jesus como salvador. Mudei de opinião e comecei a olhar as coisas com a perspectiva de Deus. É muito legal ser um instrumento, andar pelo Brasil falando de Deus. Hoje faço parte desse time.
Thalles faz performance vibrante Festival Promessas 2012, em São Paulo (Foto: Flavio Moraes/G1)Thalles faz performance vibrante no Festival Promessas 2012, em São Paulo (Foto: Flavio Moraes/G1)
G1- Metade das atrações do Festival Promessas [Thalles, Diante do Trono e André Valadãox] veio de uma igreja só, a Batista da Lagoinha de Belo Horizonte. É uma igreja milagrosa? Qual é sua história nela?
Thalles -
 Ela é muito especial. A música gospel mineira tem uma proporção gigantesca no meio. Tem uma pessoa especial, o Pastor Márcio Valadão, pai do André e da Ana Paula. E é “meu pai” também, me ajudou muito no início da carreira - financeiramente, espiritualmente, como amigo, orando por mim, pagando minhas dívidas, minhas contas, me aceitando e deixando participar do culto. Lá é sim um celeiro de talentos.
G1 - Quanto tempo você tem de carreira, e quanto na música evangélica?
Thalles -
 Eu canto desde cinco anos, estou com 35. Carreira eu considero desde que se começa a levar a música a sério. Aos 15 anos eu decidi não fazer nada além de cantar. Então são 20 anos. Música gospel são três anos. É um tempo curto para esse nível de reconhecimento. Mas eu acredito que é uma coisa de Deus mesmo, ele me separou para fazer isso.
Comecei a refletir sobre tudo o que eu estava fazendo, a maneira que estava conduzindo minha vida, minhas baladas, noitadas, “chapações”. Meu contato com a droga vinha me prejudicando e também às outras pessoas. Decidi voltar para a casa do pai. "
Thalles, cantor
G1 - Qual a diferença, para você, entre ser músico e ser músico gospel?
Thalles - 
A mensagem mesmo. O que o músico secular que falar é da vida dele - amor, namoros, traições, noitadas. A gente fala das nossas experiências com Deus. A alegria que sentimos, a bênção que é você não guiar sua vida, mas deixar Deus dirigir tudo.
G1 - No clipe de “Deus da minha vida” você conta uma história sobre iluminação. Como aconteceu?
Thalles - 
Eu estava em um hotel em Curitiba com um amigo no quarto, a gente estava usando drogas. Ele começou a me agredir com algumas palavras, dizendo que meu objetivo era destruir a vida das pessoas. Ele me ofendeu muito. Naquele momento eu comecei a refletir sobre tudo o que eu estava fazendo, a maneira que estava conduzindo minha vida, minhas baladas, noitadas, “chapações”. Meu contato com a droga vinha me prejudicando e também às outras pessoas. Decidi voltar para a casa do pai. Foi como se a luz de Deus viesse dentro do meu quarto e dissesse: “Meu filho, você esta perdido pra caramba, precisa endireitar seu caminho”.
G1 – Era uma viagem de turnê?
Thalles - 
Estava em turnê com o Jota Quest.
Thalles, que era backing vocal do Jota Quest, dança durante seu show no Festival Promessas 2012, em São Paulo (Foto: Flavio Moraes/G1)Thalles, ex-backing vocal do Jota Quest, dança durante seu show no Festival Promessas 2012, em São Paulo (Foto: Flavio Moraes/G1)
G1 – E como você fez? Anunciou no outro dia que ia sair da turnê?
Thalles - 
Comecei a pedir para Deus em orações para mostrar o meu caminho. Eu não tinha como sair, dali eu tirava meu pão, o sustento da minha família. E Deus começou a me levar para o caminho que ele tinha para mim. As coisas começam a acontecer sem que você tenha controle sobre elas. As portas começaram a se abrir. Depois disso eu ainda fiquei dois anos no Jammil e Uma Noites. Depois é que eu realmente decidi sair. Primeiro eu parei de fumar, de usar drogas, de me prostituir. Fui cortando tudo o que me atrapalhava e atrapalhava a vida das pessoas.
G1 - Se prostituir em que sentido?
Thalles -
 No sentido de pegar todo mundo, pegar mulher casada, ficar com um monte de mulher, fazer suruba, rolava tudo. Aí Deus foi me ensinando que a vida não era assim, eu tinha sido criado para ter uma família, para viver uma vida em paz.
Parei de fumar, de usar drogas, de me prostituir. Era no sentido de pegar todo mundo, pegar mulher casada, ficar com um monte de mulher, fazer suruba, rolava tudo. Aí Deus foi me ensinando que a vida não era assim."
Thalles, cantor
G1 - Você já compôs para artistas seculares como Seu Jorge. Pretende continuar fazendo isso?
Thalles - 
Não, agora estou 100% com o gospel. A gente fala da nossa verdade, e aquilo não é minha verdade. Eu faço algumas músicas românticas, canto para minha esposa. Talvez no futuro a gente possa gravar um disco de músicas românticas para a família.
G1 - Seu show tem presença de black music. Quais são suas influências musicais?
Thalles - 
Lionel Ritchie, Stevie Wonder,Michael Jackson, Lenny Kravitz, Dianna Ross. Foram as coisas que eu mais ouvi. Também Mariah Carey, Boyz II Men.
G1 - Ainda escuta música secular?
Thalles -
 Hoje eu não ouço nem música secular nem gospel. Eu quero tirar a minha essência do coração.
G1 - Como você avalia hoje sua experiência no Jota Quest?
Thalles - Foi muito positivo. Eu sou amigo dos meninos até hoje, a gente conversa sempre. Acho que eu aprendi muito ali. Acho que meu som não tem nada a ver com Jota Quest. Mas aprendi a passar a verdade ali no palco. Ter presença de palco, fazer entrevistas. Foi um tempo de muito aprendizado em todos os aspectos.
G1 – Mas voltaria para uma turnê?
Thalles - 
Não, em hipótese alguma.

Thalles estará no Encontro com Fátima Bernardes na próxima sexta



Na próxima sexta-feira (14) o cantor Thalles Roberto estará participando do programa “Encontro com Fátima Bernardes”, da Rede Globo, na última semana o cantor evangélico foi um dos convidados do “Altas Horas” da mesma emissora.
Além de cantar, Thalles Roberto deve conversar com a apresentadora e outros convidados sobre temas diversos.
Na última sexta, Ana Paula Valadão e Israel Salazar representaram o grupo Diante do Trono falando de suas vidas pessoais e também convidando a todos a participarem do Festival Promessas, evento da emissora que será exibido no próximo sábado (15).
A participação do cantor que recebeu três prêmios do Troféu Promessas, incluindo o prêmio de Melhor Cantor, pode ser para anunciar a transmissão do programa gravado no Campo de Marte unindo melhores cantores do gospel nacional.
Encontro com Fátima Bernardes começa às 10h30.

Vídeo: Thalles Roberto se apresenta no Altas Horas


Na última semana o cantor e pastor Thalles e toda sua banda gravaram participação, cantando e em entrevista, no programa Altas Horas, da Rede Globo.
Thalles foi convidado por Serginho Groisman, apresentador do programa. Eles se conheciam dos tempos em que esteve no Jota Quest e havia se apresentado com eles no Altas Horas.


Thalles Roberto grava participação no Programa Raul Gil



Nesta segunda-feira (3) o cantor Thalles Roberto esteve em São Paulo para a gravação do programa Raul Gil, participando de dois quadros: “Crianças Curiosas” e “Homenagem ao Artista”.
No primeiro o evangélico foi rodeado pelas crianças do programa que fizeram diversas perguntas para ele que é hoje um dos principais nomes da música gospel nacional.
A produção do programa e a equipe da Graça Music já haviam combinado uma surpresa para Thalles que foi surpreendido com uma homenagem contendo o depoimento de familiares e amigos do cantor.
Entre as pessoas que fizeram questão de falar sobre Thalles estavam a esposa Dany Campos e o filho Miguel; o pai, pastor Job Roberto; o sogro, Dr. Flávio Ribeiro; os amigos Doninha, Alex Passos e Rodrigo Batera; e os cantores Jota Quest, Ana Paula Valadão e Ivete Sangalo.
Mas a surpresa não parou por aí, a Gerente Executiva da Graça Music, Ana Paula Porto, foi chamada ao palco para entregar o Disco de Platina Duplo ao cantor pela venda de mais de 100 mil cópias do DVD “Uma História Escrita pelo Dedo de Deus”.
Este programa pra lá de especial será transmitido no dia 22 de dezembro a partir das 14h15 pelo SBT

Waguinho grava clipe com Thalles Roberto



A Adud Produções divulgou em seu canal do Youtube o vídeo da canção “Momentos com o Senhor” gravado pelo cantor Waguinho em parceria com Thalles Roberto.
A música em ritmo de samba é assinada pelo próprio Thalles que comentou a experiência de gravar ao lado de Waguinho, que é um dos sambistas mais conhecidos do meio gospel.
“Tive a honra de compor um Samba e gravar ele com meu [amigo] o @WaguinhoCantor Assistam”, escreveu Thalles postando o link do vídeo clipe que você confere no final desta matéria.
Waguinho faz parte da Assembleia de Deus dos Últimos Dias e já gravou quatro CDs pela gravadora da igreja liderada pelo pastor Marcos Pereira. O último foi “Samba Adorador”, lançado em 2011 e que já recebeu o Disco de Ouro por alcançar mais de 40 mil cópias vendidas.
Assista:

Thalles Roberto - Um fenômeno ou uma aberração gospel?



Um dos atuais destaques do pop evangélico, Thalles Roberto tem sido uma das mais novas febres no repertório do público gospel. Ao perceber o espaço que sua música tem ocupado e a velocidade pela qual tem se propagado, resolvi destacar alguns itens relacionados à musicalidade desse novo ícone.
Minha crítica não será redundante no que tange a pobreza da atual música gospel no Brasil. Mas alternará em aspectos relevantes, interessantes, mas preocupantes ligados a música de Thalles.
Apesar de alguns pontos em comum que ele traz entre os cantores do mercado Gospel, queria também apresentar alguns pontos diferenciados que talvez nos provoque a pensar que a coisa pode ser “menos mau” ou até um dia, quem sabe, melhorar.
Quem assiste a uma apresentação de Thalles logo percebe que ele é emotivo, improvisador, frenético e intenso. Pra quem não sabe, sua arte e habilidade o levou a trabalhar com grandes nomes da Música Brasileira, como por exemplo, o grupo de Pop Rock Jota Quest. Em seu testemunho ele diz que após um período trabalhando no meio secular, e tendo se desviado de uma vida cristã autêntica, preferiu abandonar os contratos do meio musical onde trabalhava e retornou para o convívio da Igreja (não resistindo ao chamado de Deus), onde gravou seu 1º CD Na sala do Pai (2009). As canções como Arde Outra Vez, Ele é Contigo, Deus do Impossível, etc., são destaques tanto pela autenticidade e testemunho pelo qual foram escritas. O CD é bem trabalhado musicalmente, com letras interessantes e que fogem do mantra americanizado protagonizado nos últimos anos por cantores como Aline Barros, DT, etc.
Quando ouvi a primeira vez a canção Arde Outra Vez, tive a impressão de estar ouvindo as curvas melódicas, dicções e entonações de Guilherme Arantes, seguidos num segundo momento de uma batida bem Black Music, que me conectou ao Gospel americano. Só impressão! Ele era mais versátil do que eu imaginava.
Pra minha surpresa, quando achei que Thalles viria com uma fórmula explosiva para emplacar de vez nas paradas do sucesso, adotando a apelação do momento (Milagres, Milagres e Milagres) ele lança seu 2º disco Raízes (2011) onde recoloca canções tradicionais e dos Salmos e Hinos no seu repertório, compartilhando um pouco dos sons que marcaram o seu passado na igreja: “Deus está Aqui”, “Porque Ele vive”, “Vaso Novo”, “Quão grande és Tu”, etc.
Seu último trabalho “Uma História escrita pelo dedo de Deus” (2011), CD e DVD, está atualmente legitimando e o sagrando como mais novo cantor em evidência no mercado gospel. Tive acesso ao disco e DVD e logo pude fazer algumas observações tanto no âmbito técnico-musical quanto na vida cristã.
1) Apesar de ele ser membro da Igreja de Lagoinha, não sei se concorda com as esquisitices teológicas do lugar, contudo as suas letras parecem dizer que não. (???)
2) O título do seu novo DVD (Uma História escrita pelo dedo de Deusfaz alusão a uma canção que fez em parceria com o Missionário R.R. Soares - isso me dá uma sensação super estranha….em que teologia Thalles crê afinal?
3) A maioria de suas canções foi composta em um momento de crise quando estava longe da comunhão com o Pai, no entanto nos mostram uma relação de veracidade relevante entre letra e intérprete. (Diferente do muito que se vê hoje na maioria dos cantores gospel que são viciados em traduzir canções e/ou encomendá-las)
4) Canções como Deus do Impossível, que compôs no momento de desespero quando sua mãe estava na UTI em estado grave, nos mostram certa veracidade e nos ensina a viver a fé e confiança em Deus em todas as situações.
5) Outra que tanto me chamou atenção é O que queres de mim, cujo diálogo entre ele e Deus nos remete a uma exortação veemente da parte de Deus tanto para ele quanto para nós.
6) ”Thalles em estúdio é ótimo, Thalles ao vivo é um barril de pólvora”. Nunca vi alguém que canta tão bem ter tanto prejuízo vocal quando se empolga. Nas músicas de “pula pula” onde diz “tira o pé do chão” a perda é notável e chega a ficar chato ouvi-lo. 
7) Seu timbre de voz é muito bom, porém o exagero no ofegante me irrita um pouco (não sei se a você). Ouça a canção “Deus da minha vida” e confira as frases: “Deus (Ttttérrr..uuusss) meu (méeeerrr..u), Pai (parrrr…i) meu…”
8) A maioria de suas músicas são muito boas, curti, e certamente vou reter tudo de bom nelas. Tanto no cancioneiro secular quanto cristão uso da mesma lógica: se a música é boa e me edifica, compartilho; quanto ao cantor, é com ele e Deus. Mas vou logo dizendo, se cair por lado mercenário ou imitar urso, leão, não dá pra ficar calado!
9) Sua agenda está se caminhando para os mega shows pelo Brasil. O mercado o espera!
10) Oro pra que ele não aprenda os maus costumes dos seus parceiros do mundo gospel, não se perca em suas convicções e como ele mesmo canta em ‘O que queres de mim’: “humildade sempre, a soberba não”!  
Críticas ao texto? A Thalles? A mim? Aguardo nos comentários abaixo.
Fonte:http://www.artedechocar.com/

Festival Promessas terá Ana Paula Valadão, Aline Barros e Thalles Roberto


A segunda edição do Festival Promessas contará com a presença de renomados cantores da música evangélica como Ana Paula Valadão, Thalles RobertoAline Barros, entre outros. O evento deve acontecer no dia 8 de dezembro, em São Paulo, no Campo de Marte.


Para os cantores, a participação no Festival é uma oportunidade de levar o Evangelho ao público em massa através da exibição pela TV.
"O festival do ano passado no Rio foi emocionante, mas o melhor momento para mim foi a transmissão na TV. A possibilidade de muitas pessoas que nunca estiveram numa igreja, que nunca ouviram nossa música, era realmente enorme", disse a cantora e pastora Ana Paula Valadão, segundo o G1.
Na primeira edição do evento em 2011, mais de 20 mil pessoas compareceram ao local. O show gospel foi gravado no Aterro do Flamengo, na Zona Sul do Rio.
Apesar de ter sido considerado um público pequeno, a audiência pela televisão levou a emissora a liderar o Ibope no horário. O evento alavancou a audiência em 13 pontos, com cada ponto equivalendo a 58 mil aparelhos de TV.
"Eu toquei no Jota Quest por cinco anos. Amo falar de Jesus para quem nunca ouviu falar", disse Thalles Roberto.
Serginho Groisman, que foi o responsável pela apresentação do evento no Rio, também apresentará a edição em São Paulo.
“Esse é o segundo ano que apresento o festival, entrei em um novo universo musical que desconhecia. E não é à toa que tanta gente gosta, por conta da alta qualidade musical desses artistas”, contou Serginho.
Participarão também do evento os cantores, André Valadão, Fernandinho e Cassiane.
“Brinco que um Valadão incomoda muita gente, dois 'Valadões' incomodam muito mais", disse André Valadão.
O Show, que acontece pela primeira vez em São Paulo, é produzido pela GEO Eventos e será exibido pela Rede Globo no dia 15 de dezembro.
O evento contará com uma estrutura de palco de um Rock in Rio, segundo o Leo Ganem, CEO da Geo Eventos. Serão 24 metros de largura por 18 de profundidade de palco e remete a um local de culto, com 17 torres de iluminação led.


Clipe – Maravilha – trilha sonora do filme “Três Histórias, Um Destino” Thalles Roberto


-->
No dia 02 de novembro será lançado no Brasil o filme “Três histórias, um destino”, baseado no livro homônimo escrito pelo Missionário R. R. Soares e lançado em 2004 pela Graça Editorial. Com o lançamento, a Graça Filmes transporta as páginas para as telas dos principais cinemas do Brasil e promete impactar multidões através da história de três pessoas comuns, que terão seus destinos cruzados em um momento crucial dessa trama.
Como forma de fortalecer a divulgação do filme, foi lançado nessa quinta feira (13) um clip estrelado pelo cantor Thalles Roberto, com a canção tema do filme. A música foi escrita por R.R. Soares, em coautoria com Thalles, segundo informações do site Gospel no Divã.
Ygor Siqueira, diretor-executivo da Graça Filmes, explica que a escolha do cantor foi feita de forma a ajudar ainda mais na divulgação do filme.
- Escolhemos o Thalles primeiramente pelo o que Deus tem feito por meio de sua vida no Brasil e precisávamos refletir na música a mensagem do clímax do filme que combinou perfeitamente com o estilo de música do Thalles – declarou Siqueira.

Thalles Roberto faz turnê nos Estados Unidos



O cantor Thalles Roberto esteve se apresentando em igrejas evangélicas dos Estados Unidos nas últimas semanas. Ele foi convidado por templos de Pompano Beach, Texas, Boston e Newark.
Entre as igrejas que convidaram o cantor brasileiro para uma apresentação temos a Lakewood, uma das maiores igrejas daquele país, com capacidade de receber 40 mil pessoas.
O convite foi feito pelo pastor Danilo Montero que estava promovendo uma série de comemorações pelos dez anos dos cultos em língua hispânica que são realizados na Lakewood.
-->
Em sua participação, Thalles pode mostrar seus maiores sucessos e ainda falar sobre seu testemunho de vida, podendo fazer o apelo para que pessoas pudessem entregar suas vidas para Jesus. Thalles contou com o apoio de um tradutor para se comunicar com os presentes.
Sobre os dias que passou nos Estados Unidos o cantor revela que foi um tempo maravilhoso.
“Foram dias maravilhosos de avivamento, de entrega ao Espírito Santo. Pudemos mostrar ao povo dos Estados Unidos o que o Senhor tem feito aqui no Brasil, por meio do louvor e da nossa história”, disse Thalles Roberto.
Comente no Fala Malafaia

O cantor participou da celebração de 10 anos da igreja Lakewood




Thalles Roberto se uniu aos hispanos da Igreja Lakewood, considerada pela Church Growth Today, a maior igreja dos Estados Unidos, neste domingo. Thalles proclamou a liderdade no Espírito Santo, durante a celebração dos 10 anos de culto de língua espanhola daLakewood que teve como tema “Legado- A importância de honrarmos a fé e legado dos nossos pais”.
Segundo o Christian Post, o convite foi feito pelo pastor líder do ministério em espanhol, Danilo Montero, um dos líderes pioneiros da renovação da música cristã na América Latina, através do empresário carioca, Thiago Holanda, sócio-diretor do site cristão Crente Urbano, de compras coletivas.
Thalles tocou o coração de muitos na noite e atendentes hispânicos da igreja deixaram seus comentários na página do Facebook da Lakewood em espanhol.
Comente no fala Malafaia

Thalles Roberto leva sequestrador da filha de Crivella às lágrimas


A arquiteta Deborah Christine Crivella Lopes, 30, filha do ministro da Pesca, Marcelo Crivella, disse no seu microblog que o homem que a sequestrou na tarde dessa quarta-feira (22), em Brasília, chorou ao ouvir uma música gospel, de Thalles Roberto. Crivella é bispo da Igreja Universal do Reino de Deus.
Segundo a Polícia Civil do Distrito Federal, ela foi abordada por um homem armado quando estacionava seu carro, um Hyundai I35, em frente a uma loja na 408 Sul. Ainda de acordo com a Polícia Civil, o sequestrador obrigou a filha do ministro a dirigir até a região de chácaras de Ceilândia, onde ela conseguiu fugir. O veículo e o celular da vítima foram levados pelo sequestrador.
Em uma mensagem destinada ao cantor gospel Thalles Roberto, Deborah Crivella escreveu: “Hoje durante o meu sequestro, pedi para o bandido para eu ligar Suas musicas [músicas do cantor]… Ele foi ouvindo e chorando”.
Deborah foi sequestrada na volta de um culto
Deborah disse ao G1 que chegou a pegar na arma do sequestrador. “Como sou uma pessoa de fé, quando ele apontou aquele cano, segurei o cano e disse: ‘Você está amarrado em nome de Jesus, na minha vida você não toca’. Ele desmontou e começou a chorar desesperado, pedindo ajuda para que eu o levasse a outro lugar”, afirmou.
A arquiteta contou que foi abordada no momento em que estava parada em fila dupla em frente a uma loja de salgados, aguardando uma funcionária que tinha ido até o comércio. O sequestrador mandou ela dirigir até a região de chácaras de Ceilândia. Ao chegar no lugar, numa estrada com pouco movimento, ele mandou ela parar o carro e descer.
Deborah saltou do veículo após o sequestrador tirar a chave da ignição. “Enquanto ele mandava eu parar, tentei esticar o máximo possível para ficar perto da rodovia. Como não parei, ele desligou o carro puxando a chave da ignição”, disse. Segundo a arquiteta, o veículo começou a descer lentamente em uma ladeira após ser desligado e ela aproveitou para saltar.
O caso é investigado pela 1ª Delegacia de Polícia. De acordo com Deborah, até o início desta tarde, o carro e o sequestrador não haviam sido encontrados.
Deixe o seu comentário no fala Malafaia

"A glória de Deus não tem limite", diz Thalles ao comentar música cantada por Ivete


"Meu compromisso com o sucesso foi quando eu estava no mundo, meu compromisso é com o evangelho", afirma Thalles Roberto em uma entrevista à Flávio Grutt.

Thalles é o representante da música gospel de maior reconhecimento da atualidade.

Siga-nos